Veja porque o professor Marcos Afonso vai pra Marcha

domingo, 12 de junho de 2011 - Postado por utohpico às 20:01
Eu vou na Marcha porque sou um cidadão brasileiro que lutou a vida inteira pelas liberdades.

Eu vou na Marcha porque eu respeito a Constituição do meu país.

Eu vou na Marcha porque sei que nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos, como escreveu Shakespeare.

Marcos Afonso
Eu vou na Marcha porque sou um professor e sei que o fundamento do saber é a Liberdade, como pensava Sartre.

Eu vou na Marcha porque sou um jornalista e procuro entender o tempo que eu vivo, e não quero contribuir para o retrocesso da Democracia e a diminuição dos direitos civis no país que eu amo.

Eu vou na Marcha porque eu me emociono ao cantar que “qualquer forma de amor vale a pena, qualquer forma de amor valerá”. Amar até mesmo aqueles que tanto ofendem o amor homoafetivo, que é um direito do próprio amar.

Eu vou na Marcha, meus companheiros e companheiras, para expressar minha indignação pelos que são assassinados e assassinadas por fazendeiros, grileiros, gananciosos pelo lucro a qualquer custo na Amazônia, hoje ameaçada por um Código Florestal suspeito e cheio de armadilhas.

Eu vou na Marcha porque nasci numa Floresta. Sou filho de uma Floresta. E quando findar-me, quero que minhas cinzas sejam lançadas no rio Acre ainda com águas, para que meus amigos e meu amor me olhem da ponte.

Eu vou na Marcha porque eu tenho coragem!

Nesta Marcha, eu estarei com a juventude de ontem, de hoje e de amanhã.

E essa eterna juventude se chama Liberdade!